PERFORMANCE

GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?

GOOGLE ADS – O QUE É?

O Google ADS é uma ferramenta ESSENCIAL para qualquer tipo de empresa que trabalha com links patrocinados.

E a grande vantagem é que ele irá se basear não só em dinheiro, mas também em desempenho.

Quanto melhor trabalhar, melhores resultados irá obter.

Toda pessoa que decide buscar informações no Google, busca por algo específico. Essa atitude mostra que ela tem uma intenção e pode já estar numa fase avançada de conversão.

E é exatamente neste momento que você deseja aparecer, ou seja, estar no lugar certo na hora certa.

Dessa forma, fica fácil entender qual a importância do Google ADS e quanto ele pode ser extremamente eficaz, acessível e lucrativo.

O Google recebe $1 a cada $3 investidos em propaganda na rede. A publicidade online é a maior fonte de renda deles.

Mais de 95% dos 75 bilhões de receita anual do Google vêm do Google ADS.

Agora imagine mais de um milhão de negócios usando a ferramenta. Isso vai dar uma boa ideia do quanto as empresas gastam e acreditam nesta poderosa ferramenta.
Agora que já sabemos que o Google ADS é a maior ferramenta de links patrocinados da internet, precisamos informar que as cobranças pelos anúncios são feitas de acordo com os cliques (CPC) ou por impressões (CPM).

Neste post você aprenderá tudo o que precisa saber para criar campanhas rentáveis e de sucesso.

GOOGLE ADS – TIPOS DE ANÚNCIOS

A melhor maneira de utilizar todos os recursos disponíveis no Google ADS é conhecendo como funciona e também o que ela pode te oferecer.

Simples, funcional e intuitivo, o Google ADS tem tudo para se tornar um grande aliado na estratégia de Marketing de sua marca.

Entenda abaixo os tipos de anúncios e suas peculiaridades.

REDE DE PESQUISA

A Rede de Pesquisa é composta pelos resultados de busca do Google e de sites parceiros de busca. Os anúncios são exibidos em áreas de destaque nos resultados — normalmente nas 4 primeiras posições — e, para palavras-chave de alta concorrência, também nas 3 últimas posições. CONFORME ILUSTRAÇÃO ABAIXO:

GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?
GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?

Fazem parte também da REDE DE PESQUISA o Google Play e Google Shopping.

A principal vantagem de anunciar na Rede de Pesquisa do Google ADS é que os anúncios podem ser exibidos diretamente para pessoas interessadas ou engajadas em seus serviços/produtos.

Vale ressaltar que estas pessoas também podem já estar em uma fase de contemplação avançada e muito próxima da conversão.

REDE DE DISPLAY

A Rede de Display é composta por milhares de sites de diversos segmentos — como o terra.com.br e a globo.com, por exemplo — e também sites específicos da própria marca, como o Google Finance, Gmail, Blogger e YouTube. A rede inclui também sites e aplicativos para mobile (dispositivos móveis).

Para ser um pouco mais exato, todos os sites que possuem contas no Google Adsense estão aptos a ceder espaço para a publicidade vinculada no Google ADS; seja em forma de display ou rede de pesquisa. Dependerá exclusivamente de como o desenvolvedor de cada site irá disponibilizar os tipos de anúncios propriamente dito.

GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?
GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?

Ao exibir anúncios na Rede de Display do Google ADS, o anunciante pode alcançar uma ampla gama de clientes com vários interesses e momentos diferentes no ciclo de compra, exibindo anúncios com diversos formatos: texto, gráfico, em vídeo ou rich media (anúncios com animações).

GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?
GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?

Por exemplo: uma pessoa realizou algumas pesquisas sobre as melhores tintas para pintar seu quarto. Encontrou, por meio do Google, um blog com algumas dicas, e nele havia um banner de uma loja de tintas, disponibilizado por meio do Google ADS oferecendo uma promoção para uma das marcas pesquisadas.

Esse anúncio tem grandes chances de converter, justamente pelo momento da jornada de compra no qual ela se encontra.

A Rede de Display permite:

  • Criar todos os tipos de anúncios: texto, gráfico, interativo e em vídeo;
  • Colocar esses anúncios em sites que sejam relevantes para o produto e/ou serviço que será vendido;
  • Exibir os mesmos para pessoas que já estão interessadas no PRODUTO/SERVIÇO;
  • Gerenciar e acompanhar seu orçamento, campanhas e resultados durante o processo, assim como também é feito na Rede de Pesquisa.

YOUTUBE ADS

Todos os diascentenas de milhares de pessoas acessam o YouTube e assistem a mais de seis bilhões de horas em vídeos.

Estas pessoas estão procurando entretenimento, informações, dicas e soluções para possíveis problemas. Não à toa o YouTube tornou-se o segundo maior buscador online, perdendo apenas para o próprio Google.

O YouTube, como bem sabemos, pertence ao Google, e, justamente por isso e por seu número absurdo de visitas, não ficaria de fora da rede de recursos do Google ADS.

Neste segmento é possível exibir diversos formatos de anúncios dentro do YouTube. Também é possível decidir onde e quando um anúncio em vídeo será exibido e determinar uma audiência, formada por clientes em potencial.

GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?
GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?

O YouTube suporta diversos formatos de anúncios e opções de segmentação. Confira abaixo os formatos disponíveis:

Ativos gráficos

  • Banner padrão/bloco para várias finalidades;
  • InVideo.

Ativos de vídeo

  • In-Stream (padrão);
  • TrueView.

Outros recursos

  • Masthead e expansível da página inicial (disponível apenas sob demanda, solicitando à equipe comercial do Google);
  • Rich Media (Animação).

GOOGLE SHOPPING

Se você ou seu cliente possui um e-commerce com muitos produtos deve estar pensando:

“Como fazer para anunciar minha prateleira de produtos? Demorará muito para criar todos os anúncios, não tem como fazer tudo isso manualmente!”

Existe uma possibilidade no Google ADS que ajuda muito nesses casos, e de quebra proporciona ótimos resultados para lojas online (e-commerce).

Com os anúncios do Google Shopping, é possível criar campanhas para promover os produtos de e-commerce, intensificar o tráfego para o site e até mesmo para lojas física, além de gerar leads extremamente qualificados.

GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?
GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?

Para anunciar no Google Shopping é necessário enviar os dados dos produtos para o Google Merchant Center utilizando um feed de dados (normalmente, um arquivo xml contendo todas as especificações sobre os produtos, preços e imagens).

Em seguida, criar uma campanha no Google ADS, que utilizará as informações do feed de produtos do Google Merchant Center para determinar como e onde os seus anúncios serão exibidos.

Nesse formato, os anúncios não utilizam palavras-chave na segmentação, e sim as informações do feed, que o Google vai relacionar com o que as pessoas estão buscando.

Depois que as informações são fornecidas, o próprio Google criará anúncios dinâmicos, que serão exibidos na Rede de Pesquisa e em toda Rede de Display, sempre buscando clientes em potencial.

Esses tipos de anúncios diferem dos mais simples, como os de texto por exemplo, porque exibem foto do produto, preço, nome da loja e informações relevantes.

Esse tipo de informação dá às pessoas uma boa noção sobre o produto vendido antes do clique.

O resultado disso são cliques mais direcionados e leads mais qualificados.

Seus anúncios do Google Shopping podem aparecer ao mesmo tempo que um anúncio de texto na Rede de Pesquisa. Isso é possível para que os usuários tenham os mais variados tipos de informações e opções sobre o produto antes mesmo de clicarem em uma página, aumentando assim as chances de compra.

APLICATIVOS MÓVEIS

Se sua marca possui um aplicativo, o Google ADS contém diversas possibilidades para fazer com que as pessoas façam download ou interajam com ele.

Descreveremos abaixo os tipos de campanhas para esta modalidade.

  • Campanha de instalações de apps para dispositivos móveis

Com esse formato, você poderá divulgar uma campanha no Google Play, na Pesquisa do Google, no YouTube e em outros aplicativos para dispositivos móveis que vão levar as pessoas à listagem do seu app na Google Play Store.

  • Campanhas de engajamento com apps

Para quem deseja encontrar pessoas com interesse no conteúdo do seu aplicativo ou fazer com quem já o instalou volte a usá-lo novamente, ou realize determinada ação.

REMARKETING

Com certeza você já teve a sensação de estar sendo perseguido por um anúncio ao navegar por diferentes sites. Normalmente, esse anúncio é um banner de algum produto já visto anteriormente.

Essa estratégia de exibição contínua de anúncios é chamada de remarketing.

Por meio do remarketing é possível alcançar as pessoas que já acessaram seu site ou usaram seu aplicativo. Esses “visitantes anteriores” podem ver seus anúncios enquanto navegam em sites que fazem parte da Rede de Display do Google Adsense ou quando realizam novas pesquisas por termos relacionados.

GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?
GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?

Para configurar esta função, é necessário inserir a tag de remarketing nas páginas do site ou aplicativo, fornecida pelo próprio Google ADS.

Quando as pessoas acessam as páginas que estão com essa tag, é como se elas fossem “marcadas” durante um tempo determinado. Essa marcação é o que as identificará para o remarketing.

Tipos de remarketing do Google Adwords:

  • Padrão: os anúncios serão exibidos aos visitantes anteriores enquanto eles navegam em sites e aplicativos da Rede de Display.
  • Dinâmico: é possível exibir anúncios gerados dinamicamente, isso é, criados pelo próprio Google ADS para pessoas que visitaram o site anteriormente, com produtos e serviços que eles visualizaram enquanto navegam em sites e aplicativos da Rede de Display.
  • Dispositivos móveis: é possível exibir anúncios para pessoas que já usaram seu aplicativo ou site mobile (responsivo) enquanto elas usam outros aplicativos ou acessam outros sites.
  • Listas de remarketing para anúncios da Rede de Pesquisa: é possível exibir anúncios a pessoas que já visitaram seu site enquanto elas continuam pesquisando o que precisam no Google, depois de sair do seu site.
  • Vídeo: as pessoas que interagiram com seus vídeos ou seu canal do YouTube também podem ser impactadas novamente, enquanto navegam no YouTube e em outros vídeos, sites e aplicativos da Rede de Display.

GOOGLE ADS- COMO FUNCIONA?

Para aumentar as chances de conseguir bons resultados, vamos conhecer também, além dos tipos de anúncios, como exatamente o Google ADS cria e publica os mesmos.

Com isso, poderemos atuar de uma forma mais estratégica, reduzir custos e tornar a campanha bem mais direcionada.

GOOGLE ADS – POSIÇÃO DOS ANÚNCIOS

Toda vez que alguém realiza uma pesquisa no Google, o ALGORITIMO realiza um leilão pela palavra-chave pesquisada.

O processo determina quais anúncios serão exibidos para essa pesquisa, e a respectiva ordem no resultado da busca.

Sempre que um anúncio está qualificado para ser exibido em uma pesquisa, ele passa por esse leilão de anúncios. Mas não se trata de um simples leilão, no qual quem dá o lance mais alto ganha.

Os anúncios serão classificados junto àqueles de outros anunciantes, com base na classificação do anúncio (Ad Rank), que é determinado de acordo com seu lance máximo de CPC (custo por clique) e Índice de Qualidade.

Isso significa que, caso seu Índice de Qualidade seja maior que o índice de outro anunciante logo abaixo de você, sua classificação poderá ser maior, mesmo se o lance dele for maior que o seu.

GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?
GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?

Desta forma, graças ao Índice de Qualidade, mesmo que os lances da concorrência sejam mais altos do que o seu, seu anúncio ainda poderá conquistar uma posição de maior destaque por um preço menor, usando a palavra-chave escolhida.

POSIÇÃO DE UM ANÚNCIO = (preço máximo por clique) X (índice de qualidade da palavra-chave).

Como o processo de leilão é repetido a cada pesquisa no Google, cada leilão pode ter resultados potencialmente diferentes, dependendo da concorrência do momento. Desse modo, é normal observar alguma oscilação na posição do anúncio na página e na sua possibilidade exibição.

Listaremos abaixo os componentes do Índice de Qualidade, são eles:

  • CTR (Taxa de Clique);
  • Relevância do Anúnico;
  • Experiência na página de destino (Maioria dos casos Landing Page).

Para calcular o Índice de Qualidade, o Google ADS avalia o da palavra-chave que disparou o anúncio, ou seja, o número de vezes em que o mesmo foi clicado dividido pelo número de vezes em que apareceu para impressão.

Acredita-se que o CTR é o fator que mais possui força no Índice de Qualidade.

Sugere-se que se o anúncio recebeu muitos cliques em relação aos demais, provavelmente ele é o mais relevante.

PÁGINAS DE DESTINO

As páginas de destino, mais conhecidas como Landing Pages, possuem muita importância no Índice de Qualidade dos anúncios do Google ADS.

Quando uma pessoa acessa uma página através de um anúncio, ela tem uma expectativa. Se a expectativa não é alcançada, provavelmente ela rejeitará a página e voltará a busca para realizar uma nova pesquisa.

A “Experiência na página de destino” se refere à opinião do Google sobre o grau de positividade da experiência do usuário ao chegar a sua Landing Page.

A experiência da Landing Page não afeta apenas seu Índice de Qualidade, mas também a classificação do anúncio e os custos de publicidade. Portanto fique esperto, o desenvolvimento do Website é essencial.

GOOGLE ADS – COMO UTILIZAR?

O Google ADS é uma plataforma altamente intuitiva, que permite fácil aprendizado e utilização. Porém, é de extrema importância entender seu funcionamento e estruturar de maneira correta todos os seus níveis, para que o anunciante obtenha o melhor de todas as suas possibilidades.

A Ferramenta é organizada em três níveis de hierarquia, são eles:

  • Conta;
  • Campanhas;
  • Grupos de anúncios.

No nível “Conta”, definimos as permissões de acesso à conta, senha e informações de faturamento.

No nível “Campanha”, é definido o orçamento e configurações próprias que determinam onde seus anúncios serão exibidos.

Já no nível de “Grupos de Anúncios”, como o próprio nome diz, criamos os anúncios e as palavras-chave que irão ativar a exibição dos anúncios e de suas extensões.

O primeiro passo para começar a utilizar o Google ADS é criar uma conta. Basta ter um e-mail do Gmail e se cadastrar.

No nível da conta, você pode definir quem terá acesso a ela e também vincular outras ferramentas — como o Google Analytics (dica: é essencial) e o Google Search Console —, além de configurar alertas e escolher o idioma e fuso horário do seu perfil.

Após definir as informações da conta, já é possível criar as primeiras campanhas. Basta escolher o tipo de campanha, o que definirá onde os anúncios serão veiculados (tipos de anúncios já mencionados aqui).

Em seguida, basta escolher as configurações de dispositivos, segmentação de local, segmentação de idiomas, estratégia de lances e as extensões de anúncios, que também podem ser definidas ou alteradas posteriormente.

Nesse nível, o anunciante deve criar um grupo de anúncios, que contém um ou mais anúncios segmentados por um conjunto de palavras-chave. Uma boa prática é basear os grupos de anúncios nas seções ou categorias do site que será anunciado.

BOAS PRÁTICAS PARA CRIAÇÃO DE ANÚNCIOS

  • Destaque os diferenciais: Frete grátis? Promoção exclusiva? Fale sobre os produtos ou serviços, seus preços, exponha as ofertas. Normalmente as pessoas usam o Google para decidir algo, portanto, isso pode ajudá-las a tomar uma decisão.
  • Utilize CTAs (Call-to-Action): Frases imperativas como “compre”, “ligue hoje mesmo”, “peça já”, “acesse já”, “inscreva-se” ou “solicite um orçamento” podem ajudar as pessoas a entenderem o próximo passo após o clique no anúncio.
  • Inclua palavras-chave no anúncio: Utilizar palavras-chave no texto do anúncio mostra que ele é relevante para o que as pessoas estão pesquisando.
  • Verifique se o anúncio é coerente com a Landing Page: Certifique-se de que as promoções ou os produtos anunciados no Google ADS estejam pertinentes para a Landing Page, isso é, que estejam presentes nela, para evitar que as pessoas abandonem o site por não encontrar o que estavam procurando.
  • Utilize todas as extensões de anúncio possíveis: as extensões de anúncios complementam as informações, deixando-os ainda mais atraentes (sitelinks, contato, endereço, frase de destaque, avaliações, aplicativo, classificação e até mesmo preço).
  • Realize testes (Teste A/B): Crie diversas variações dos anúncios, respeitando o tema de cada grupo e suas respectivas palavras-chave, com o objetivo de ver qual tem o melhor desempenho e é melhor para sua campanha.

Também é possível dar um lance padrão (CPC máximo) para todas as palavras-chave que serão inseridas no grupo de anúncios. Este tipo de recurso é importante para quem possui um recurso limitado ou tem um teto para aquisição de cliques, pois o produto a ser ofertado tem um valor “x” e “2x” no valor do leilão torna-se inviável a aquisição/clique daquele possível cliente.

CORRESPONDÊNCIA DE PALAVRAS-CHAVE

Normalmente, as pessoas realizam buscas no Google de maneira diferente. Por exemplo, uma pessoa pode procurar por “lápis de cor”, e outra pessoa pode ser mais precisa, procurando por “lápis de cor nome da marca”.

No final das contas, ambos são lápis de cor, mas se o anunciante não possui um lápis de cor + nome da marca, será que ele deveria exibir seu anúncio para a segunda pessoa?

É de extrema importância definir a correspondência para cada palavra-chave e ajudar a controlar o grau de correspondência entre o termo de pesquisa de uma pessoa e a palavra-chave, para que seu anúncio seja acionado para quem realmente poderá se interessar por ele.

O Google ADS permite as seguintes opções de correspondência:

  • Correspondência ampla (sem nenhum símbolo): permite que seu anúncio seja exibido para pesquisas de frases semelhantes e variações relevantes.
  • Correspondência de frase (entre “”): permite que seu anúncio seja exibido somente para pesquisas que incluem a frase exata ou variações aproximadas dessa frase exata, com palavras adicionais antes e depois delas.
  • Correspondência ampla modificada (com um “+” antes do termo): permite que o anúncio seja exibido quando a pesquisa for feita utilizando variações aproximadas, mas não sinônimos da palavra-chave.
  • Correspondência exata (entre [ ]): permite que seu anúncio seja exibido somente para pesquisas de uma frase exata ou variações aproximadas da frase exata, sem outras palavras.
  • Correspondência negativa (com um “-” antes do termo): impede que seu anúncio seja exibido para todas as pesquisas que incluam esse termo.

É possível escolher uma ou mais opções de correspondência para uma palavra-chave.

Caso não for especificada nenhuma opção de correspondência, as palavras-chave serão consideradas como correspondência ampla.

Ao finalizar as campanhas, teremos uma hierarquia bem próxima da ilustração abaixo:

GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?
GOOGLE ADS – O QUE É, COMO FUNCIONA E COMO UTILIZAR?

RELATÓRIOS

Depois de criar a conta, as campanhas, os grupos de anúncios, os anúncios e as extensões, está tudo pronto para começar a exibição no Google ADS.

A partir daí, vem uma das partes mais importantes, que é o acompanhamento. Através dele, é possível otimizar a campanha constantemente para conquistar resultados cada vez melhores.

Para isso, o Google ADS oferece a possibilidade de gerar relatórios que exibem métricas de desempenho, desde que os anúncios são visualizados, passando pelo momento em que recebem os cliques ou interações e também no pós-clique, identificando a contabilização de conversões.

Com estes relatórios, você visualizará os resultados referentes aos usuários que clicaram nos seus anúncios.

Existem diversos tipos de relatórios, e é possível configurar todas as métricas que são necessárias para seu acompanhamento.

Por exemplo, quais campanhas geram mais conversões e receita?

É possível analisar quais palavras-chave estão de fato trazendo retorno para a campanha, e até mesmo descobrir qual o melhor horário do dia para exibir seus anúncios.

É possível também exportar todas as informações, o que facilita muito para que outras pessoas envolvidas com a campanha tenham acesso aos resultados.

Pode parecer complexo e algo extenso, mas o Google ADS é uma plataforma intuitiva e simples de ser utilizada. Porém, como tudo, exige prática para ser dominada e muito acompanhamento para alcançar bons resultados. Além do que, análise de mercado, monitoramento dos concorrentes e constante acompanhamento se faz necessário.

Caso não tenha tempo, a dica é: terceirize. Existem agências especializadas nesse tipo de assunto que conseguem otimizar e aprofundar bem naquilo que é essencial. Resultados!

As vezes a pergunta não é quanto vale este tipo de serviço, mas sim: “quanto vale o seu tempo?”

Pense nisso!

GOOGLE ADS – CONSIDERAÇÕES FINAIS

O ideal é usar o Google ADS como um dos canais de aquisição de tráfego de retorno rápido, principalmente no início de uma campanha de Marketing Digital, onde seu apoio é fundamental.

Com as campanhas, é possível identificar palavras-chave de alto retorno e usar essas informações para a criação de conteúdo e SEO.

Esse é outro ponto fundamental: nunca deixe de planejar a sua estratégia de Marketing de Conteúdo, para que no médio a longo prazo você já esteja gerando um bom tráfego para suas principais palavras-chave e assim diminuir seu investimento em Google ADS, e usá-lo apenas para palavras-chave na qual você ainda não está posicionado organicamente.

A ADS Agência trabalha de forma individualizada, se importando sempre com a necessidade de cada cliente/parceiro. Aqui você é o chefe e possuímos diversas soluções neste segmento para você.

Aproveitamos para convidar a ficar sempre de olho em nossas redes sociais ou então assinar nossa Newsletter para receber conteúdos interessantes e atuais do segmento do Marketing Digital e Desenvolvimento.

Você está convidado a pensar com a gente!

Caso tenha gostado do conteúdo deste post, compartilhe para que mais pessoas tenham acesso a informação. Aqui as receitas são compartilhadas e o expertise merece ser divulgado.

Fique ligado nos próximos Posts e conteúdos. Aliás aceitamos sugestões. Basta enviar e-mail para:

Até Breve!

Aproveite e veja também: